quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Entropia .

Dentro do apartamento, dentro do lamento.
Depois eu tento, eu tento.

Vou beijar a minha dor
E curar a minha alegria.
O meu copo vai secar
E o cigarro vai queimar a minha pele

Quando eu estiver sóbria novamente,
Quem sabe eu diga um oi,
Ou queira um novo invento.
Quem sabe eu volte, por aqui.
Algo estranho vai passar, dentro de mim.

(Bianca Cordeiro Lessa)

Nenhum comentário: